Sexologia Clínica


Project Description

O serviço de Sexologia Clínica do ITAPA disponibiliza um tratamento especializado em Sexologia e Terapia Sexual segundo os padrões da Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica (visitar website). Todos as pessoas são atendidas em máximo sigilo, directamente pelo técnico com quem foi feita a marcação prévia da primeira consulta. Só após (pelo menos) a primeira consulta se irá inter-decidir sobre o processo terapêutico e os seus trâmites.

 

“A actividade sexual é também uma expressão comportamental da sexualidade e do desenvolvimento humano que quando se encontra em desarmonia pode provocar  problemas pessoais e relacionais. A saúde sexual é pois uma área de particular importância no nosso bem estar físico e psíquico. Neste sentido, a terapia sexual pode ser um suporte fundamental para o restabelecimento da qualidade de vida do(s) indivíduo(s). Nela podem ser tratados diversos problemas, tais como: disfunção eréctil, patologias do desejo, frigidez, vaginismo, ejaculação prematura e retardada, problemas de relação conjugal, situações relacionadas com a orientação da sexualidade, situações relacionadas com a integridade corporal e sexualidade.

Quando se fala de sexo, não existe certo ou errado, existe apenas o que faz sentido e funciona com a maneira de ser de cada um. No entanto, é importante não esquecer que 1+X=1, ou seja, esta nova entidade (relação) criada por duas ou mais pessoas tem características próprias, únicas e, por consequência, necessidades específicas também. Os corpos vão-se conhecendo cada vez mais, descobrem-se e podem ir de encontro aos desejos e vontades de cada um dos envolvidos. Talvez por esta razão o sexo, por exemplo numa relação de casal, devesse ser cada vez melhor à medida que os anos passam… então porque razão tantas vezes esmorece e deixa de ser emocionante? Aqui, outros factores, para além dos individuais, encontram-se implicados. A monotonia dos dias, o stress, a pressão, a pressa dos ponteiros do relógio, as responsabilidades da vida, as preocupações, as doenças físicas e psíquicas, etc.. levam à necessidade de se descobrir novas formas de intimidade e de redescobrir paixões perdidas pelos anos.

A terapia sexual pretende ir ao encontro de todas as dificuldades que emergem no seio de duas ou mais pessoas cuja comunicação na intimidade se encontra parcial ou totalmente fechada, ou ainda num indivíduo, separadamente, que num determinado momento da sua vida, por exemplo, não se sente bem com o seu corpo e com a sua própria sexualidade”.